Small
"Alma de Pierrô"
Celso Fonseca e Ronaldo Bastos
Liebe Paradiso

Alma de Pierrô
Quem me vê assim
Não vê a tristeza marcando a cadência
Com seu tamborim

Mais do que ninguém
Implorei a Deus
Que a alegria vestisse meus dias
Com seu arlequim

Eu me preparava pra ver a Mangueira passar
Estação Primeira, foi lá que eu fiz meu lugar
Vindo com a minha escola a sorte sorriu afinal
Encontrei meu grande amor no Carnaval

Dessa vez não é
Chuva de verão
Chega a Quarta-Feira, renasce das cinzas
Só pensa em sambar

E foi só por causa do amor
Que na minha vida faz sol
Apontou saída pra quem não sabia
Viver sem sambar